Carregando página e atualizando alguns links


  

Avenida João César de Oliveira, 2660 - Bairro Eldorado, Contagem,  MG - Telefone: (31) 3391-2550

   

Menu
Orvile Contagem

Fechar Estrutura

Fechar Localização

Fechar Depoimentos

Fechar Editais de Concursos

Fechar Gabaritos

Fechar Recursos de Provas

Fechar Fale Conosco

Anúncio

Precisando de hospedagem de sites?

FENELASHOST

Hospedagem de qualidade.

www.fenelashost.com.br

Bem vindo ao Site oficial do Curso Orvile Carneiro Contagem!

A HISTÓRIA DO CURSO ORVILE CARNEIRO

50 ANOS DE APROVAÇÕES

          Em 1961, o estudante de engenharia José Orvile Martins Carneiro, conhecido como professor de português, matemática, ciências e desenho, formou sua primeira turma de candidatos à Escola Técnica Federal (hoje CEFET). Seus alunos tiveram uma excelente aprovação. Assim nasceu o Orvile Carneiro, já com a fama de "campeão de aprovações".

Ainda na década de 60, o Orvile Carneiro ganhou amplas instalações, aprovando centenas de alunos.
            Na década de 70, o Orvile Carneiro iniciou um processo de diversificação, passando a atuar também na área de preparação de candidatos aos principais concursos públicos do país e iniciando as atividades de sua Escola Técnica, que durante anos foi sinônimo de qualidade. Foi nesta época que o Orvile Carneiro ergueu o prédio da rua Ubá, no bairro Floresta, em Belo Horizonte.
           

 

     
 
     

          Os anos passaram e o Orvile Carneiro continuou crescendo e aprovando. Na década de 80, ainda estava em atividade a Escola Técnica, com laboratórios de ponta e ensino de qualidade. Foram milhares de formandos que hoje atuam nas mais diversas áreas técnicas do país.
           

     

          Na década de 90, o Orvile Carneiro centrou sua atuação na preparação para concursos públicos e CEFET/COLTEC, desativando a Escola Técnica. Foi uma decisão estratégica de forma a fortalecer ainda mais a atuação no seguimento de cursos preparatórios. A liderança nas aprovações dos candidatos, que já existia, consolidou-se por completo. O Orvile Carneiro passou a ser líder absoluto em aprovação, contando com mais de 35 mil alunos aprovados.
           

       

          O ano 2000 chegou e, com o novo milênio, novas unidades surgiram, possibilitando que cada vez um número maior de candidatos tivesse a melhor preparação. O Orvile Carneiro passou a contar com as unidades Centro, Contagem, Pampulha, Praça 7 e centenas de unidades espalhadas pelo Brasil por meio do ensino via satélite.
           

       
 
       
 
           

          Hoje, com 50 anos de existência, são mais de 55.000 alunos aprovados em concursos públicos e em exames de seleção do COLTEC e do CEFET. A trajetória do Orvile Carneiro é marcada pelas conquistas e pelas vitórias de seus alunos, sendo hoje líder em aprovação no Brasil.

Por meio da InteraSat, o Orvile Carneiro está presente em diversas cidades do Brasil oferecendo os melhores cursos, professores e material didático para seus alunos.

MISSÃO
"Contribuir por meio da Educação para a atualização de conhecimentos, proporcionando às pessoas realização profissional e crescimento individual".

CORPO DOCENTE
Os professores do Grupo Orvile Carneiro possuem ampla experiência em concursos públicos e, em sua maioria, atuam em Órgãos Públicos. São professores especializados na preparação para Concursos, possibilitando aos alunos a aquisição de conhecimentos atuais e pertinentes aos editais.

CEFET/COLTEC
O Grupo Orvile Carneiro possui uma equipe de professores qualificados com mais de 25 anos de experiência. Os professores são pós-graduados ou mestres formados em diferentes instituições, inclusive no CEFET. Nossos professores possuem uma didática especial para atender às nescessidades dos adolescentes visando contribuir para uma melhor preparação para os exames de seleção do CEFET/COLTEC e um maior índice de aprovação a cada ano.

SERVIÇO DE ORIENTAÇÃO AO ALUNO
O Orientador Educacional é o profissional que trabalha diretamente com os alunos, ajudando-os em seu desenvolvimento pessoal e orientando-os nos estudos para que sejam mais proveitosos. Trabalha também em parceria com os professores, visando compreender o comportamento dos alunos e com os pais ou responsáveis, orientado-os sobre como ajudar seus filhos nessa etapa de preparação para os exames.

Venha Fazer parte da nossa História!

 

 


As 5 últimas notícias


TRE - MG - por Fenelon 14.04.2014 - 10:51

TRE - MG

A secretária geral de Gestão de Recursos Humanos do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MG), Patricia Montenegro, anunciou novo concurso para Técnico Judiciário em várias especialidades. As oportunidades são para profissionais de nível médio, na área administrativa, e médio/técnico nas áreas de Programação e Contabilidade. A remuneração para os cargos chega a R$4.635.

As vagas serão destinadas para a sede, em Belo Horizonte , e para o interior do estado. Em entrevista à Folha Dirigida, a secretária Patrícia Montenegro, do TRE-MG, disse que “o objetivo é lançar o edital ainda esse ano. A convocação ficará para o ano de 2015, devido ao calendário eleitoral. Abriremos vaga para os cargos que vagarem, mas se não tiver vaga disponível nós também faremos cadastro de reserva. É recorrente nos concursos do TRE serem chamados mais candidatos do que o número de vagas oferecido. Devido a aposentadorias, vacâncias e demais concursos, isso acontece. Geralmente no caso do cargo de técnico da área administrativa isso acontece. Chamamos mais candidatos do que o número de vagas oferecido em edital”.

Segundo a secretária, o cargo de técnico judiciário possui um plano de carreira em que o servidor passa por 13 níveis e a remuneração pode chegar a R$7 mil. Acrescenta-se a isso outros benefícios como auxílio alimentação, assistência médica, plano odontológico e gratificações. Para Patrícia, a demanda de trabalho é superior ao número de servidores e o número atual não é o suficiente. Com isso, espera-se que o novo concurso resulte em muitas nomeações.

“Atualmente temos 1600 servidores, dentre técnicos e analistas. Ainda não é o ideal, esse número não é o suficiente pra suprir a demanda de trabalho. No interior, principalmente, contamos muito com o auxilio de servidores de outros órgãos. Precisamos de muito mais gente. Pelo menos uns 500 servidores a mais. Nós temos um pedido que tramita no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para que tenhamos pelos menos mais 56 servidores, dois efetivos em cada cidade que temos cartório. Seria o mínimo necessário”, explica Patricia Montenegro.

Fonte: Folha Dirigida

 

 

Leia mais...


PRF: Definida organizadora para área administrativa: 216 vagas

 

Chegou ao fim a expectativa pela definição da organizadora do concurso para 216 vagas de agente administrativo da Polícia Rodoviária Federal (PRF). Nesta sexta-feira, dia 4, foi publicado no Diário Oficial da União o extrato de dispensa de licitação, que aponta a escolha da Funcab como organizadora do processo seletivo (veja anexo abaixo). Com esse anúncio, espera-se que a elaboração do edital seja acelerada, e que o mesmo possa ser divulgado ainda em abril. A seleção será voltada para aqueles que possuem o ensino médio completo. A remuneração inicial do cargo de agente administrativo é de R$3.689,77, incluindo o auxílio-alimentação, de R$373.

 

Além disso, as contratações são pelo regime estatutário, que dá direito à estabilidade. A carga de trabalho é de 40 horas semanais. Como já informou a chefe da comissão do concurso, Geovana Alves, as vagas da seleção deverão ser distribuídas pela maioria das unidades da federação. A seleção será composta por provas objetivas, realizadas a partir de junho, e investigação social e/ou funcional. A intenção da PRF é aplicar as provas em todas as capitais. No primeiro concurso realizado para a área de apoio da PRF, em 2012, as provas de agente administrativo versaram sobre Língua Portuguesa, Ética e Conduta Pública, Legislação Relativa à PRF, Noções de Informática, de Matemática, de Direito Constitucional, de Direito Administrativo e de Estatística. Já foi informado, porém, que o programa do cargo deverá sofrer algumas alterações. Não foi antecipado se haverá inclusão ou exclusão de disciplinas.
 

Até o último dia 28, a PRF informava que o processo de contratação da organizadora do concurso ainda estava em análise na Consultoria Jurídica do Ministério da Justiça, onde encontrava-se desde o fim de fevereiro. Procurado, o Ministério da Justiça ainda não deu retorno sobre a previsão de conclusão da análise e sobre o motivo da demora. Com a indefinição, é pouco provável que a PRF consiga homologar o concurso até 5 de julho (daqui a três meses), para que os aprovados possam ser nomeados ainda este ano, como determina a legislação eleitoral. A seleção visa à substituição de terceirizados irregulares, que, segundo o chefe de Recursos Humanos da PRF, permanecem no departamento por força de um aditivo ao acordo entre a União e o Ministério Público do Trabalho.

Leia mais...


Solicitadas 2 mil vagas de técnico. 2º grau e R$4.400
Por - Davidson Davis - davidson.davis@folhadirigida.com.br

Notícia quente sobre um dos concursos mais disputados no Brasil. Vinculado ao Ministério da Previdência Social, o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) deverá receber autorização para a realização de um novo concurso ainda este ano. Segundo fonte do setor de Gestão de Pessoas, a autarquia solicitou ao Ministério do Planejamento a contratação de 3.080 novos servidores, sendo 2 mil técnicos e 1.080 peritos médicos previdenciários, mas o deputado Amauri Teixeira (PT/BA), que se reuniu com a ministra do Planejamento, Miriam Belchior, em conjunto com os deputados André Figueiredo (PDT/CE) e Roberto Santiago (PSD/SP), alega que o aval somente será dado para a carreira de nível médio. A oferta deverá ser de 1.500 vagas, já de acordo com o deputado do PSD paulista.

Até o momento, o Ministério do Planejamento não se manifestou sobre as informações dadas pelos deputados. A audiência com a ministra ocorreu no último dia 1º de abril. No encontro, também se discutiu a convocação dos excedentes concurso de 2011 do INSS (leia matéria AQUI) e o adicional de fronteiras, para as carreiras que atuam nessas regiões. O cargo de técnico exige o nível médio e tem remuneração de R$4.400,87 (já contando com a gratificação de atividade Executiva e de desempenho de atividades do Seguro Social - 80 pontos). Já a função de perito médico requer graduação em Medicina e inscrição no Conselho Regional de classe. Os rendimentos são de R$10.056,80 (considerando 80 pontos de gratificação de desempenho de atividade de Perícia Médica Previdenciária). Em ambos os casos, aos valores estão acrescidos R$304 de auxílio-alimentação.

No último concurso para as carreiras, realizado em 2011, os técnicos resolveram 60 questões objetivas, sendo 20 sobre Conhecimentos Gerais (Ética no Serviço Público, Regime Jurídico Único, Noções de Direito Constitucional, Noções de Direito Administrativo, Língua Portuguesa, Raciocínio Lógico e Noções de Informática) e 40 sobre Conhecimentos Específicos. Para os médicos, foram cobradas 80 questões - 30 sobre, agrupando as disciplinas de Português, Ética no Serviço Público, Noções de Direito Constitucional e Noções de Direito Administrativo, e 50 específicas. A aprovação esteve condicionada à obtenção de, pelo menos, 30% de acertos em Conhecimentos Gerais, 30% em Conhecimentos Específicos e de 40% do total de pontos da prova. Os peritos aprovados nessa etapa passaram por uma avaliação de títulos. A organização coube à Fundação Carlos Chagas (FCC).

Técnico do seguro social: veja programa do último concurso

Quem pretende concorrer a uma vaga de técnico do seguro social não pode perder tempo e deve iniciar desde já a preparação. Segundo especialistas na área de concursos, a melhor opção é tomar como base de estudo o programa anterior, de 2011, que FOLHA DIRIGIDA publica abaixo.

CONHECIMENTOS GERAIS 
ÉTICA NO SERVIÇO PÚBLICO: Código de Ética Profissional do Servidor Público Civil do Poder Executivo Federal: Decreto n.o 1.171/94 e Decreto 6.029/07. 

REGIME JURÍDICO ÚNICO: Lei 8.112/90 e alterações posteriores, direitos e deveres do Servidor Público. O servidor público como agente de desenvolvimento social; Saúde e Qualidade de Vida no Serviço Público. 

NOÇÕES DE DIREITO CONSTITUCIONAL: 1 Direitos e deveres fundamentais: direitos e deveres individuais e coletivos; direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade; direitos sociais; nacionalidade; cidadania; garantias constitucionais individuais; garantias dos direitos coletivos, sociais e políticos. 2 Da Administração Pública (artigos de 37 a 41, capítulo VII, Constituição Federal). 

NOÇÕES DE DIREITO ADMINISTRATIVO: 1 Estado, governo e administração pública: conceitos, elementos, poderes e organização; natureza, fins e princípios. 2 Direito Administrativo: conceito, fontes e princípios. 3 Organização administrativa da União; administração direta e indireta. 4 Agentes públicos: espécies e classificação; poderes, deveres e prerrogativas; cargo, emprego e função públicos; regime jurídico único: provimento, vacância, remoção, redistribuição e substituição; direitos e vantagens; regime disciplinar; responsabilidade civil, criminal e administrativa. 5 Poderes administrativos: poder hierárquico; poder disciplinar; poder regulamentar; poder de polícia; uso e abuso do poder. 6 Ato administrativo: validade, eficácia; atributos; extinção, desfazimento e sanatória; classificação, espécies e exteriorização; vinculação e discricionariedade. 7 Serviços Públicos; conceito, classificação, regulamentação e controle; forma, meios e requisitos; delegação: concessão, permissão, autorização. 8 Controle e responsabilização da administração: controle administrativo; controle judicial; controle legislativo; responsabilidade civil do Estado. Lei nº. 8.429/92 e alterações posteriores (dispõe sobre as sanções aplicáveis aos agentes públicos nos casos de enriquecimento ilícito no exercício de mandato, cargo, emprego ou função da administração pública direta, indireta ou fundacional e dá outras providências). 9 Lei n°9.784/99 e alterações posteriores (Lei do Processo Administrativo). 

LÍNGUA PORTUGUESA: 1 Compreensão e interpretação de textos. 2 Tipologia textual. 3 Ortografia oficial. 4 Acentuação gráfica. 5 Emprego das classes de palavras. 6 Emprego do sinal indicativo de crase. 7 Sintaxe da oração e do período. 8 Pontuação. 9 Concordância nominal e verbal. 10 Regências nominal e verbal. 11 Significação das palavras. 12 Redação de correspondências oficiais. 

RACIOCÍNIO LÓGICO: 1 Conceitos básicos de raciocínio lógico: proposições; valores lógicos das proposições; sentenças abertas; número de linhas da tabela verdade; conectivos; proposições simples; proposições compostas. 2 Tautologia. 3 Operação com conjuntos. 4 Cálculos com porcentagens.

NOÇÕES DE INFORMÁTICA: 1 Conceitos de Internet e intranet. 2 Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos associados à Internet e à intranet. 3 Conceitos e modos de utilização de ferramentas e aplicativos de navegação, de correio eletrônico, de grupos de discussão, de busca e pesquisa. 4 Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos de informática. 5 Conceitos e modos de utilização de aplicativos para edição de textos, planilhas e apresentações. 6 Conceitos e modos de utilização de sistemas operacionais Windows e Linux. 

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS: 1 Seguridade Social. 1.1 Origem e evolução legislativa no Brasil. 1.2 Conceituação. 1.3 Organização e princípios constitucionais. 2 Legislação Previdenciária. 2.1 Conteúdo, fontes, autonomia. 2.3 Aplicação das normas previdenciárias. 2.3.1 Vigência, hierarquia, interpretação e integração. 3 Regime Geral de Previdência Social. 3.1 Segurados obrigatórios, 3.2 Filiação e inscrição. 3.3 Conceito, características e abrangência: empregado, empregado doméstico, contribuinte individual, trabalhador avulso e segurado especial. 3.4 Segurado facultativo: conceito, características, filiação e inscrição. 3.5 Trabalhadores excluídos do Regime Geral. 4 Empresa e empregador doméstico: conceito previdenciário. 5 Financiamento da Seguridade Social. 5.1 Receitas da União. 5.2 Receitas das contribuições sociais: dos segurados, das empresas, do empregador doméstico, do produtor rural, do clube de futebol profissional, sobre a receita de concursos de prognósticos, receitas de outras fontes. 5.3 Salário-de-contribuição. 5.3.1 Conceito. 5.3.2 Parcelas integrantes e parcelas não-integrantes. 5.3.3 Limites mínimo e máximo. 5.3.4 Proporcionalidade. 5.3.5 Reajustamento. 5.4 Arrecadação e recolhimento das contribuições destinadas à seguridade social. 5.4.1 Competência do INSS e da Secretaria da Receita Federal do Brasil. 5.4.2 Obrigações da empresa e demais contribuintes. 5.4.3 Prazo de recolhimento. 5.4.4 Recolhimento fora do prazo: juros, multa e atualização monetária. 6 Decadência e prescrição. 7 Crimes contra a seguridade social. 8 Recurso das decisões administrativas. 9 Plano de Benefícios da Previdência Social: beneficiários, espécies de prestações, benefícios, disposições gerais e específicas, períodos de carência, salário-de-benefício, renda mensal do benefício, reajustamento do valor dos benefícios. 10 Manutenção, perda e restabelecimento da qualidade de segurado. 11 Lei n.° 8.212, de 24/07/1991 e alterações posteriores. 12 Lei n.º 8.213, de 24/07/1991 e alterações posteriores. 13 Decreto n.° 3.048, de 06/05/1999 e alterações posteriores; 14 Lei de Assistência Social – LOAS: conteúdo; fontes e autonomia (Lei n° 8.742/93 e alterações posteriores; Decreto nº. 6.214/07 e alterações posteriores). 

Número de servidores não acompanha o crescimento da Previdência Social

O INSS tem tentado recompor o seu quadro de pessoal. Em dezembro do ano passado, a Diretoria de Gestão de Pessoas da autarquia encaminhou uma nota técnica ao órgão para "oferecer motivações e justificativas para subsidiar solicitação de concurso público para recomposição do seu quadro de servidores no exercício de 2014". No documento, o instituto comunicava ter a necessidade de contratar 4.195 servidores, sendo 2.280 vagas de técnico do seguro social, 350 vagas de perito médico previdenciário e 1.565 vagas de analista do seguro social, nas diversas áreas de conhecimento (Tecnologia de informação, Direito, Administração, Terapia Ocupacional, Fisioterapia, Psicologia e Ciências Contábeis). A nota destacava, ainda, a existência de mais de dez mil servidores em abono de permanência, que cedo ou tarde irão se desligar do instituto. Um pouco depois da elaboração da nota, que ocorreu em junho do ano passado, o INSS recebeu autorização do concurso de analista (300 oportunidades), que teve as provas aplicadas em 9 de março. Nos últimos meses, a autarquia empreendeu com mais força as negociações pela convocação de mais excedentes, que agora na reta final contou com o apoio de vários deputados federais. Talvez por isso o instituto tenha conseguido convocar mais aprovados do que o dobro do número de vagas inicialmente previsto no edital.

O Instituto sabe que sem a contratação de novos servidores não terá condições de continuar atendendo, a longo prazo, às demandas da Previdência Social, originada com a crescente massa de segurados e beneficiários, que gira em torno de 67 milhões de pessoas atualmente - na última década, a quantidade de trabalhadores que se filiaram à Previdência cresceu 6,2% ao ano, enquanto o número de servidores decaiu. A redução do quadro de pessoal do instituto ocorreu gradativamente. Em 1997, eram 45.718 servidores ativos e atualmente há pouco mais de 39 mil - de 1995 a 2002, não se fez concurso para o INSS. Com o governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, e agora com a presidente Dilma Rousseff, é que se iniciou, ainda timidamente, uma tentativa de se empreender uma política de concursos periódicos para o instituto. Mas, em geral, o número de vagas autorizadas ficou aquém da necessidade, o que só permitiu o suprimento das vacâncias. O quantitativo de servidores do INSS se encontra-se estagnado há dez anos. Em 2003, o quadro de pessoal tinha 40 mil servidores, mas de lá pra cá os segurados da Previdência Social aumentaram em 61% - de 39,9 milhões para 67 milhões.

Para desafogar os grandes centros, o INSS se viu obrigado a ampliar a rede de atendimento em direção ao interior do país. Há quatros anos, foi criado Plano de Expansão de agências da Previdência Social PEX, prevendo a construção de 720 novas unidades (de médio porte) em municípios, com mais de 20 mil habitantes. Os últimos concursos realizados pela autarquia tiveram como o objetivo prover esses postos. Cerca de 300 já foram inaugurados, mas muitos ainda funcionam com a quantidade inadequada de servidores. Para abrir as agências restantes, o INSS necessita de, pelo menos, 800 pessoas, uma vez que cada unidade deve funcionar, no mínimo, com cinco integrantes. Quem sai perdendo com isso é a população. Das 1.447 agências da Previdência Social em todo o país, cerca de 400 não possui peritos. Em dois anos, o tempo de espera por uma perícia passou de 19 para 30 dias.

Leia mais...


Concurso confirmado para 2º grau. R$4.635 mensais
Por - Thayná Alves - thayna.alves@folhadirigida.com.br

Boa notícia para os que desejam ingressar na carreira pública federal em Minas Gerais: em entrevista exclusiva à FOLHA DIRIGIDA, a secretária geral de Gestão de Recursos Humanos do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MG), Patricia Montenegro, anunciou novo concurso para técnico judiciário em várias especialidades. O cargo proporciona vencimentos iniciais de R$4.635, já com os benefícios e acréscimos de gratificações.Inicialmente, serão 13 vagas para a área administrativa, destaque da seleção, que exige apenas o nível médio, além de oportunidades para as áreas de nível médio/técnico de Programador e Contabilidade. Para estas áreas não foi definido o número de vagas.

As vagas serão destinadas para sede, em Belo Horizonte, e para o interior do estado. "O nosso objetivo é lançar o edital ainda esse ano. A convocação ficará para o ano de 2015, devido ao calendário eleitoral. Abriremos vaga para os cargos que vagarem, mas se não tiver vaga disponível nós também faremos cadastro de reserva. É recorrente nos concursos do TRE serem chamados mais candidatos do que o número de vagas oferecido. Devido a aposentadorias, vacâncias e demais concursos, isso acontece. Geralmente no caso do cargo de técnico da área administrativa isso acontece. Chamamos mais candidatos do que o número de vagas oferecido em edital".

De acordo com Patricia, os classificados preencherão as vagas abertas pelo concurso de remoção. O cargo de técnico judiciário, segundo a secretária, possui um plano de carreira em que o servidor passa por 13 níveis e a remuneração pode chegar a R$7 mil. Os que ingressarem nesta nova seleção ainda terão benefícios como auxílio alimentação, assistência médica, plano odontológico e gratificações. Apesar do novo concurso já estar em vias de ser aberto, Patricia ressalta que a demanda de trabalho é superior ao número de servidores, e que o número atual não é o suficiente.

"Atualmente temos 1600 servidores, dentre técnicos e analistas. Ainda não é o ideal, esse número não é o suficiente pra suprir a demanda de trabalho. No interior, principalmente, contamos muito com o auxilio de servidores de outros órgãos. Precisamos de muito mais gente. Pelo menos uns 500 servidores a mais. Nós temos um pedido que tramita no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para que tenhamos pelos menos mais 56 servidores, dois efetivos em cada cidade que temos cartório. Seria o mínimo necessário", explica.

Fonte:Folha Dirigida

 

 

Leia mais...


Edital IPSEMG - por Fenelon 11.03.2014 - 11:10

Edital IPSEMG

Saiu o edital do concurso para o Instituto de Previdência dos Servidores do Estado de Minas Gerais (Ipsemg) que visa a preencher 698 vagas, distribuídas pelos níveis médio/técnico e superior. As inscrições estarão abertas a partir de 17 de março. Há oportunidades para técnico em enfermagem, técnico de radiologia, administrador, engenheiro de segurança do trabalho, geriatra , endocrinologista, entre outros.


Os vencimentos variam de R$887,81 a R$4.472,93, podendo ser acrescidos por gratificações e adicionais de insalubridade, conforme o cargo escolhido. A carga horária varia de 24 a 40 horas semanais. O regime de contratação é o estatutário, que garante a estabilidade. A validade do concurso é de dois anos, podendo ser prorrogado por igual período, permitindo a chamada de mais aprovados do banco de concursados.

As inscrições deverão ser feitas no site do organizador, o Instituto Brasileiro de Formação e Capacitação (IBFC), de 17 de março até o dia 15 de abril. No caso, o candidato deverá preencher o formulário de inscrição e imprimir o boleto para efetuar o pagamento da taxa, que varia de R$40 a R$70.

Aqueles que, em razões de ordem financeira não puderem pagar a taxa, poderão requerer isenção no site do IBFC. No caso, o candidato deverá comprovar desemprego ou possuir cadastro no Programa de Cadastro Único do Governo Federal (CadÚnico), fornecendo o número do NIS. Feito isso, deverá encaminhar, presencialmente ou pelos Correios, via Sedex, ao IBFC, anexando declaração de próprio punho e cópias da carteira de trabalho (página com foto, qualificação civil, página do
último contrato e página subsequente). O resultado sairá no dia 28 de março.

A seleção consistirá de prova objetiva, contendo 50 questões distribuídas nas disciplinas de Língua Portuguesa, Saúde Pública, Legislação Básica e Conhecimentos Específicos. O exame está previsto
para o dia 18 de maio.

Serviço

Inscrições: www.ibfc.org.br
Sede da IBFC: Rua Waldomiro Gabriel de Mello, 86, Chácara Agrindus, Taboão da Serra–SP. CEP: 06763-020.

 

 

Leia mais...



AVISO IMPORTANTE

wink Faça sua matrícula com antecedência e ganhe descontos incríveis! smile


Buscar no site



Enquete
Avalie Nosso Atendimento
 
Génial !
Ótimo
Bom
Regular
Ruim
Resultados
^ Topo ^